Apresentação

A Universidade Federal de Santa Catarina tem uma longa tradição no ensino de Português como Segunda Língua (PL2), com várias atividades desenvolvidas no âmbito do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras (DLLE).

Desde 1999, as ações de ensino de PL2 na UFSC são coordenadas pelo Núcleo de Pesquisa e Ensino em Português – Língua Estrangeira (NUPLE), cujo foco tem sido a oferta de cursos de extensão voltados para o ensino de português a intercambistas nos programas de graduação e pós-graduação da UFSC e a outros membros da comunidade internacional que buscam aprender o português brasileiro.

Desde 2010, a UFSC, assim como outras instituições de ensino brasileiras, passou a receber grupos com perfis mais específicos interessados em aprender a língua portuguesa. A chegada de um grande número de imigrantes com visto humanitário ou refugiados, vindos predominantemente do Haiti ou da Síria, gerou uma demanda por cursos de português que acolhesse melhor as necessidades desses grupos e que fossem ofertados de forma gratuita.

Nesse sentido, foi criado o PLAM – Português como Língua de Acolhimento para Imigrantes, que é um Projeto de Extensão do NUPLE, da Universidade Federal de Santa Catarina, que visa dar aulas gratuitas de português para estrangeiros com visto humanitário ou de refugiado, preferencialmente ligados à Pastoral do Migrante. O projeto atende a comunidade imigrante desde 2016. Ele foi elaborado como uma forma de responder a essas demandas, pois com ele buscávamos desenvolver e ofertar cursos de PL2 voltados especificamente para imigrantes residentes na região da Grande Florianópolis.

O projeto engloba dois tipos de ação de extensão: (a) a oferta de cursos de curta duração para a formação de professores para lecionar cursos de Português como Segunda Língua e (b) a oferta de cursos de língua portuguesa para imigrantes que entraram no Brasil com visto humanitário ou de refugiado.

Atualmente, o PLAM atende principalmente imigrantes vindos da Venezuela e Haiti, tendo também atendido imigrantes sírios, africanos etc.